PCN: Como garantir a Continuidade de Negócios em momentos críticos

A grande maioria das empresas não pensa em risco até que ele se torne real.  
Essa afirmação se comprovou em um dos últimos eventos inesperados, que aconteceu em todo o mundo, a pandemia de COVID-19.  
 
Eventos como esse, podem gerar muitos impactos nas operações, além de grandes prejuízos, para empresas que não possuem um Plano de Continuidade de Negócios. 
Foi o que vimos acontecer com milhares de empresas durante a pandemia, que acabaram fechando suas portas, por não ter um plano de ações que direcionassem processos alternativos, até que a situação fosse normalizada.  

Dessa forma, podemos pensar que o PCN é um importante mecanismo de prevenção à ocorrência de desastres. Neste artigo, vamos te explicar como garantir a Continuidade de Negócios em momentos críticos. 

O que é o PCN? 

Segundo a norma ISO 22301, a continuidade dos negócios é definida como a capacidade de uma organização continuar a entrega de produtos ou serviços em um nível aceitável com capacidade predefinida durante uma disrupção. 
 
Para isso, foi desenvolvido o PCN, Plano de Continuidade de Negócios. Um documento que contém um plano de ações que serão tomadas durante incidentes ou momentos de disrupções. Ele é estabelecido através da identificação de possíveis ameaças e da análise de seus impactos nas operações do dia a dia da empresa, a fim de reduzi-los. 

Por isso, o principal objetivo da utilização do PCN é aumentar a resiliência organizacional. Garantindo que a empresa seja capaz de fornecer um serviço aceitável mesmo em caso de desastres, preservando sua reputação enquanto mantém a entrada de receita. 
São considerados desastres:  

  • Ataque cibernético; 
  • Incêndio; 
  • Desastre natural; 
  • Vazamento de dados; 
  • Perda de informação significativa; 
  • Sabotagem ou terrorismo; 
  • Falhas no fornecimento da infraestrutura e serviços data center; 
  • Indisponibilidade de energia; 
  • Indisponibilidade de internet; 
  • Indisponibilidade de sistemas; 
  • Restrição de acesso físico por impedimento; 
  • Ausência massiva de colaboradores por fator externo; 

Leia também: Cibersegurança: proteção em primeiro lugar – Trade Technology 

PCN: Como garantir a Continuidade de Negócios 

Agora que já sabemos do que se trata o PCN, vamos entender como ele é elaborado e através de quais ações ele pode garantir a continuidade do seu Negócio. 

Antes de mais nada, tenha em mente que para criar o Plano de Continuidade do Negócio será necessário responder a três questionamentos essenciais: 

  1. Análise de risco: o que de ruim pode vir a acontecer? (principais ameaças) 
  1. Análise de impacto: de que forma eventuais ameaças podem impactar o negócio? 
  1. Planejamento estratégico: se uma ameaça se apresentar, quais atitudes e ações se fariam necessárias para a retomada das operações? 

A partir dessas informações levantadas será possível elaborar uma estrutura de PCN, com quatro subplanos menores, interligados entre si e que representam estágios diferentes no planejamento, são eles: 

  • Plano de Continuidade Operacional (PCO) – Seu objetivo é reestabelecer o funcionamento dos principais ativos que suportam as operações de uma empresa, reduzindo o tempo de queda e os impactos provocados por um eventual incidente. Um exemplo simples é a queda de conexão à internet. 
  • Plano de Gerenciamento de Crises (PAC) – Define funções e responsabilidades das equipes envolvidas com o acionamento das ações de contingência, antes durante e após a ocorrência.  
  • Plano de Recuperação de Desastres (PRD) – Plano com ações de reestabelecimento de serviços em casos desastre. 
  • Plano de Contingência (Emergência). Ele só deve ser acionado em último caso, quando todas as prevenções tiverem falhado. Define as necessidades e ações mais imediatas. 

Depois de identificar, analisar e definir as ações necessária para momentos críticos, você terá em mãos o seu Plano de Continuidade de Negócio. Aumentando a probabilidade de sobrevivência, e a credibilidade do seu negócio.  

Se a sua empresa ainda não possui um Plano de Continuidade de Negócios, e você não sabe como criar um, conte com a equipe de consultoria da Trade Technology para te ajudar. 
Clique aqui para falar com um especialista! 

Leia também: Ransomware: perigo à vista para pequenas empresas – Trade Technology