Como ser data driven? 4 dicas para você se destacar da concorrência

Como você já deve imaginar, dados são a nova moeda da economia do século XXI e, ser data driven nessa nova realidade, é cada vez mais questão de sobrevivência no mundo empresarial e não mais de pura opção.

Nessa onda, muitas empresas estão ainda engatinhando na superfície quando se trata de desbloquear o potencial oculto em seus emaranhados de dados.

Entretanto, quanto mais fundo é esse mergulho, maiores são os insights e percepções importantes sobre, por exemplo, tendências de mercado, comportamento do cliente, intenções e ações de compra e até de mudanças de perspectivas globais.

Tudo isso porque dados corretamente interpretados se transformam em valiosas informações e moldam toda a gestão de empresas.

Transformando-as para que atendam às necessidades dos seus clientes o tempo todo.

Isso é ser data driven: uma empresa que toma decisões baseada em dados e claro, com um significativo e consequente aumento no faturamento.

Ser data driven é ter uma estratégia baseada em dados

Empresas com estratégias sólidas de data driven usam uma variedade de conjuntos de dados, tanto de informações de fontes internas quanto externas.

Elas reúnem, avaliam e utilizam esses dados de maneira sistemática e, em seguida, – o que é crucial – usam-nos para apoiar todas as tomadas de decisão.

Ao fazer isso, invariavelmente tomam decisões melhores. Porque se apoiam em fatos mostrados pelos dados analisados.

Afinal de contas, quais tipos de dados são relevantes para o crescimento das empresas?

Essa resposta varia bastante, mas podemos dizer que existem três fontes de dados extremamente úteis para organizações dos mais diversos segmentos:

Dados de desempenho (internos), dados de mercado (externos) e dados comparativos (ambos).

Como começar a ser data driven?

1. Escolha os dados certos

O universo de dados e modelagem de dados mudou muito nos últimos anos na mesma proporção em que o volume de informações vem crescendo rapidamente.

Assim como as oportunidades de expandir insights combinando dados também aumenta em ritmo acelerado.

Portanto, saber quais dados são essenciais para a sua operação, é fundamental.

Para te ajudar nessa tarefa, pergunte-se: “Que decisões poderíamos tomar se tivéssemos todas as informações de que precisamos?”

2. Conte com a infraestrutura de TI necessária

Infraestruturas de TI pouco robustas ou atualizadas podem impedir novos tipos de fonte, armazenamento e análise de dados.

Essa falta de atualização pode, inclusive, bloquear a integração de informações e gerenciamento de dados.

De modo que atentar-se a isso é primordial para que todo o big data da empresa, volume gerado de dados, se converta em informações e insight apurados e úteis para a operação.

3. Desenvolva análises relevantes para a sua empresa

Muitas implementações iniciais de análise de dados falham porque não estão em sincronia com os processos diários e normas de tomada de decisão já utilizadas.

Para que essa nova rotina data driven flua da melhor maneira é preciso que faça sentido para todos, principalmente para os gestores e demais colabores que farão as análises diariamente.

Nesse sentido, contar com uma plataforma que seja transparente e fácil de utilizar pode fazer a diferença entre ser data driven e navegar seguramente em seu mar de dados ou se afogar em tentativas malsucedidas.

O ponto central é oferecer aos gestores uma ferramenta intuitiva que facilite essa verdadeira virada de pensamento.

4. Timezer: análise preditiva para empresas que buscam ser data driven

O Timezer é um software de análise preditiva que a partir de modelos estatísticos analisa o banco de dados da sua empresa e gera insights com assertividade com acima de 95%, trabalhando com dados internos e externos.

Feito para garantir previsão de vendas e gestão de insumos, se você se pergunta quanto vai vender amanhã e essa resposta ainda não é gerada pelos dados do seu próprio negócio, assista o vídeo abaixo!

Marcio Bortolasci, gerente de projetos e serviços, te conta um pouco mais sobre análise preditiva e como o Timezer pode ser seu grande parceiro em uma gestão eficiente, inteligente e orientada por dados.

Finalmente, se você gostou desse conteúdo, compartilhe!

E nos siga nas redes sociais. Além do canal Youtube, também estamos no LinkedIn, Instagram, e também no Facebook.