Por que o Plano de Continuidade é tão importante?

Compreender o que é o Plano de Continuidade de Negócios é o primeiro passo rumo à gestão resiliente em frente a momentos de crise. Ao final desse artigo você também perceberá a relevância desse assunto. Boa leitura!

O PCN, Plano de Continuidade de Negócios, contém o planejamento de ações que serão tomadas durante incidentes ou momentos de disrupções.

Esse plano de ações é estabelecido identificando potenciais ameaças e analisando seus impactos nas operações do dia a dia da empresa, a fim de mitigá-las.

De fato, segundo a norma ISO 22301, a continuidade dos negócios é definida como a capacidade de uma organização continuar a entrega de produtos ou serviços em um nível aceitável com capacidade predefinida durante uma disrupção.

De modo que um PCN garante que uma organização seja capaz de fornecer um serviço aceitável mesmo em caso de desastres, preservando sua reputação enquanto mantém a entrada de receita.

Como funciona o PCN?

Pense no Plano de Continuidade dos Negócios como um grande seguro que abarca toda a operação, pois, é essencialmente assim que o PCN atua, oferecendo segurança a corporação que, mesmo em meio ao um desastre saberá como proceder.

Enquanto que empresas que não possuem PCN estão perigosamente expostas.

Afinal, incidentes de maior ou menor grau ocorrem quase todos os dias e é fundamental que todos os colaboradores envolvidos saibam como proceder já que não falamos apenas do trabalho extra e estresse envolvidos, mas também dos danos financeiros irreparáveis que um incidente sem Plano de Continuidade adequado pode causar.

E é assim que o bom PCN garante que isso não aconteça, ao oferecer uma abordagem abrangente e de resiliência organizacional que permite que as empresas continuem atuando, com o mínimo impacto possível.

Entre as identificações de ameaças que o Plano de Continuidade abrange estão:

  • Desastres naturais
  • Incêndios
  • Falhas humanas
  • Falhas mecânicas
  • Epidemias
  • Ausência de energia elétrica
  • Roubos
  • Danos por tempestades
  • Interrupções no fornecimento de água
  • Ataques cibernéticos, como em casos de ransomwares, por exemplo.

Benefícios do PCN

Ter um plano de continuidade completo e eficiente apoiará a organização em diversos aspectos como negócio, financeiro, expectativas de partes interessadas e processos.

Dessa forma, o gerenciamento da continuidade do negócio irá apoiar a organização em seus objetivos estratégicos, além de criar vantagens competitivas, proteger e melhorar a reputação e credibilidade da organização, que, dessa forma, irá apresentar uma melhor resiliência organizacional.

Em relação ao aspecto financeiro, o plano de continuidade de negócios irá reduzir riscos de exposição legal e financeira além de reduzir custos diretos e indiretos no caso de indisponibilidade de serviços.

Etapas do Plano de Continuidade dos Negócios

O PCN se desenvolve em fases que vão desde a análise do cenário até treinamentos e testes passando por análises de impacto e avaliações de risco.

Sobretudo, como você pôde perceber, essas etapas existem, assim como o próprio PCN, para estabelecer um sistema de gestão que prepare, forneça e mantenha controles e recursos para gerenciar a capacidade da organização continuar operando no caso de uma indisponibilidade ou disrupção de serviços.

Agora que você já descobriu a importância sobre esse assunto, saiba também a Trade Technology oferece serviços completos em Planos de Continuidade dos Negócios. Nossa consultoria é completa e altamente especializada.

Vamos conversar? Basta clicar aqui!

Finalmente, se você gostou desse conteúdo, não deixe de nos seguir nas redes sociais! Estamos no LinkedIn, Youtube, Instagram e Facebook.